Natal: tempo de mudança

De novo se aproximam as Festas Natalinas e de Ano Novo. E apesar de tantas mensagens que nos convidam a trocar o consumismo pela convivência com parentes e amigos, muitas vezes caímos na repetição dos velhos erros. A força da propaganda nos impele a gastos extras com objetos decorativos, de forma a reproduzir em nossas casas cenas do que entendemos como modelo de felicidade; bem como a compra de lembrancinhas, presentes, roupas novas… em parcelas que por vezes comprometem nosso orçamento do ano seguinte.

Não há nada de errado em decorar a casa, dar presentes ou estrear roupas. O problema esta em fazermos projeções fantasiosas que certamente não se concretizarão. Será que essas coisas nos farão mais felizes? Elas farão com que nossas casas se encham de amigos ou parentes em um convívio de harmonia?

Há também aqueles que repetem o mesmo ciclo melancólico de se lamentar pelas coisas ou pessoas que se foram, tornando essa datas um segundo dia de finados. Também não há nada de errado em sentir saudades do passado ou reverenciar os mortos. Mas tudo tem seu tempo e lugar.

Esses comportamentos que se reproduzem ano a ano deságuam em sentimentos de melancolia, de frustração e de ressentimento por não vivermos na vida real as glamorosas cenas que habitam nossa fantasia alimentada por anúncios de panetone. São péssimas companhias para a ceia, se alimentados tirarão toda a graça das festas.

Mais do que uma época de presentear e comemorar, as festas de fim de ano são ritos de passagem onde deixamos para trás a dor das perdas e nos revestimos de esperança e bom ânimo para o ano futuro. Proponho assim uma mudança de posição. Deixemos as repetições de atitudes e recordações antigas que nos aprisionam e desembocam em sentimentos depressivos. Busquemos em nossas mentes as boas lembranças do ano que finda. Ainda que nos pareçam de pouca importância, elas são reais e pavimentaram nosso percurso até dezembro. Somos guerreiros modernos, tenhamos gratidão e orgulho das nossas pequenas conquistas diárias.

E caso algum dos leitores tenha dificuldade em fazer sozinho essa mudança de posição, saiba que sempre pode contar conosco.

​Fernanda P. Valente
CRP: 05-51891

Fechar Menu
Precisa de ajuda ?
Olá !!!
Podemos ajudar ?
Powered by